Projeto

Em um país de dimensões continentais, e ainda permeado por profundas desigualdades, é fato notório que os debates sobre o Direito Processual Civil, em especial sobre o CPC/2015, foram concentrados nas capitais, que, historicamente, mantém grande parte das inovações do país. Nelas, portanto, é que se encontram grande parte das instituições de ensino, escritórios de advocacia, bem como sediam tribunais e demais órgãos públicos, e, em geral, são facilmente acessíveis por aeroportos.

 

Os debates sobre a aplicação do direito, em especial do Direito Processual Civil, por outro lado, não podem ficar restritos às capitais. É preciso que sejam superados quaisquer obstáculos para que os estudantes e operadores do direito de todo o país façam parte das discussões, a fim de democratizar e qualificar o debate. Este projeto surge, portanto, para atender à necessidade de, efetivamente, nacionalizar os debates sobre o Direito Processual Civil, através da realização de eventos prioritariamente fora das capitais.